sexta-feira, 20 de julho de 2012

Dores na coluna e hérnia de disco -Osteopatia é a solução sem cirurgia!!!!



Dor nas costas pode estar associada com hérnia de disco
Nestes casos, o tratamento osteopático evita o procedimento cirúrgico



No Brasil, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a dor nas costas é a terceira causa de aposentadoria e a segunda de licença ao trabalho. Além disso, estatísticas indicam que 13% das consultas médicas são provenientes de dores na coluna vertebral.
Nestes casos, a dor pode ser o resultado do rompimento do disco cartilaginoso, conhecido como hérnia discal. “A coluna vertebral é composta de vértebras e discos intervertebrais. A hérnia de disco acontece quando estes discos, que tem a função de amortecer o impacto entre as vértebras, se rompem e comprimem as estruturas no canal vertebral, causando dor somente na coluna ou dor irradiada e formigamento para braços e pernas”, explica o osteopata da Clínica Reacciona,Gabriel Boal.
Normalmente, a hérnia mais encontrada é na região lombar (região final da coluna que geralmente compromete o nervo ciático) e na coluna cervical. Isso acontece por serem flexíveis e suportarem mais cargas. Essa doença crônica é muito comum em pessoas acima de 40 anos, e alguns dos fatores que contribuem para o desenvolvimento da doença são a postura errada, a falta de exercícios físicos, o excesso de peso, e até a alimentação inadequada.
O paciente Luis Alfredo Sebastiani, 33, ainda em tratamento, descobriu a hérnia de disco em setembro do ano passado. Os sintomas que eram dores irradiadas na perna direita dificultavam as atividades diárias. Ele procurou por uma terapia manual, que não rendeu muitos benefícios. Em janeiro optou pela osteopatia e logo sentiu a diferença. “A dor melhorou em 90%, voltei a praticar tênis e até participei de um campeonato”, comenta Luis. Depois disso, os mesmos sintomas voltaram, porém na perna esquerda. “Retornei com o tratamento osteopático, já me sinto melhor e mesmo que devagar, até consigo jogar tênis”, fala.
Para tanto, com a osteopatia é possível evitar o processo cirúrgico, através de manobras diretamente no local e uma organização de toda a coluna, a fim de interromper a sobrecarga no nível da hérnia, contribuindo para a diminuição ou o fim dos sintomas. O osteopata Felipe Yamaguchi, explica. “É necessário avaliar o tamanho da hérnia e seu posicionamento, para um prognóstico preciso, onde é possível aumentar o espaço discal”.
Qualquer um pode desenvolver hérnia de disco, porém, é mais comum encontrá-la em pessoas que exigem muito da coluna vertebral, seja no trabalho ou nas atividades diárias. A hérnia também pode ser causada por acidentes, principalmente os automobilísticos. “Ao menor sintoma de dor na coluna vertebral ou formigamento e irradiação para braços e pernas, deve-se procurar, imediatamente, um fisioterapeuta especialista em osteopatia, para melhor avaliação do problema”, alerta Felipe. 

Autor: Daniele Zanin Fonte: DeCastro Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário