terça-feira, 7 de agosto de 2012

FISIOTERAPIA DEPOIS DO EXPEDIENTE


FISIOTERAPIA DEPOIS DO EXPEDIENTE
13/07/12
É uma nova tendência que gera mais emprego e renda. Devido a falta de tempo, muitas clínicas e consultórios estão abrindo suas agendas para marcar pacientes no terceiro turno, inclusive a Fisioterapia
Quem vive correndo, sem tempo de ir ao médico, pode aproveitar para se tratar no terceiro turno nas clínicas e consultórios de Brasília. Tem profissional fazendo serão, com trabalho extraordinário à noite.

Quem usa esses serviços diz que esse é o único horário que sobra. É ir ao médico à noite, estudar à noite, fazer ginástica à noite, ir ao supermercado à noite. Agora e jantar, ir ao cinema, ficar com os filhos, olhar a lição deles, namorar e dormir? Quando? Cadê o tempo para o lazer? Para muita gente, isso não existe mais.

O tempo passa rápido demais. “Quando você vê, passou o dia. Eu tinha que ir ao dentista e tinha que marcar um médico. Às vezes eu deixo, não dá tempo”, diz a balconista Cláudia Fontenele.

Por isso mesmo, um consultório de odontologia abriu um terceiro turno. São altas horas da noite e ninguém está no local para casos de emergência. Só para consulta normal e exames de rotina.

“Profissionais liberais e pessoas que têm um dia muito corrido não encontravam tempo durante o expediente normal, de 8h as 18h, para fazer seu serviço odontológico e para ir ao dentista”, afirma Márcio Garritano, sócio da clínica.

A procura é tão grande que foi preciso aumentar a equipe. Quatro dentistas e uma recepcionista já foram contratados. “Estou gostando. É um horário bem diferente, mas é bom”, conta a recepcionista Gabriela Lima.

Fisioterapia depois do expediente? Sem problemas. Em um local, quem manda na agenda é o cliente. Que tal levar os bichos de estimação para um check-up à noite ou até de madrugada? Em uma clínica veterinária, o atendimento é 24 horas.

“O movimento é bastante grande nesse horário, porque as pessoas têm a rotina intensa ao longo do dia, com trabalho e trânsito. Muitas pessoas optam por vir nesse horário à noite”, conta o médico veterinário Guilherme Jacobina. “Para quem mora em cidade grande, é muito melhor”, diz a advogada Jaciara Bauer.

Sem trânsito e com vagas de sobra no estacionamento, a única preocupação é com a segurança. Um prédio instalou câmeras em todos os cantos, reforçou a iluminação da área externa e tem uma equipe treinada para vigiar o movimento. “Eles sempre acompanham os pacientes, se for preciso e se alguém solicitar, até o carro”, diz a dona de clínica Juliana Naves.

Assim, as pacientes da clínica de estética relaxam durante as sessões noturnas de massagem, botox e depilação. “É mais pela beleza que elas arranjam um tempinho e sempre vêm”, conta a gerente de clínica Dayane de Oliveira.

“A opção de eu ter escolhido a clínica foi por atender até mais tarde. Para mim, isso foi um diferencial muito importante”, afirma a analista de marketing Fabiana Bellinello.

O turno extra em clínicas e consultórios é cada vez mais comum também em cidades menores. É uma nova tendência que gera mais emprego e renda.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário