domingo, 7 de setembro de 2014

Compressa quente no tratamento de dor na coluna lombar

Calor parece melhor do que medicações analgésicas e antiinflamatórias para lombalgia

Em estudo publicado no Spine em Maio de 2002 pesquisadores demonstraram que um nível baixo de calor local parece melhor do que medicações para dor.

Este resultado é importante para pacientes porque oferece a eles uma opção sem o risco potencial ao fígado, rins e trato gastrointestinal quando se usa doses inapropriadas de analgésicos.

O estudo coordenado pelo Dr. Scott Nadler da UMDNJ-New Jersey Medical School em Newark avaliou 371 indivíduos com dor lombar aguda, não-específica. Destes, 113 foram submetidos a terapia com calor de baixo nível, contínua (40 graus, 8 horas/dia), 113 a acetominofen 4000mg/d, 106 a ibuprofeno 1200mg/d, 20 a placebo oral e 19 a pacote não
aquecido lombar. O investigador não sabia qual o tratamento de cada paciente deste estudo.


Foi observado que o alívio da dor nos dias 1,3 e 4, e a flexibilidade de tronco lateral durante o tratamento eram significativamente maiores com a terapia de calor (pacote aquecido) do que com ibuprofeno ou acetaminofen, e a impotência foi significativamente menor. A redução da rigidez muscular no dia 1 foi maior entre os que usaram calor do que os em uso de acetaminofen. Nenhum evento adverso foi grave, mas o grupo de ibuprofeno foi o que
apresentou a taxa mais elevada (10,4%).

Os autores concluem que a terapia com calor foi superior a tanto acetamoinofen quanto a ibuprofeno para o tratamento de lombalgia. O benefício terapêutico da baixa intensidade, e da longa duração do pacote aquecido é devido a utilização contínua do aquecimento combinado com a habilidade em manter níveis de atividade normal.
 

Spine 2002;27(10):1012-1017.


quarta-feira, 20 de agosto de 2014

NeoPilates - Variações do Pilates para sair da rotina

O Neo Pilates é uma inovação do Pilates que consiste na associação de técnicas do método  PilatesTreinamento Funcional e Artes Circenses. Nessa categoria de técnica os exercícios de equilíbrio, e definição muscular, são dinâmicos e divertidos de fazer.
Essa categoria surgiu da necessidade de inovar o atendimento de Pilates, pois a busca pelo domínio do corpo, a contrologia (controle consciente), através da excelência e da precisão nos movimentos instiga mais desafios.
Infelizmente Joseph Pilates faleceu sem deixar documentado na íntegra todas as suas idéias revolucionárias, mas em um de seus livros usou a seguinte frase:
“Todas as idéias novas são revolucionárias e quando a teoria é provada através da aplicação prática, só é necessário esperar para ela se desenvolver e florescer. Assim idéias simples e revolucionárias não podem ser ignoradas. Elas não podem ser deixadas para trás. O tempo e progresso são sinônimos, não podem parar. A verdade prevalecerá, e eu sei que meus ensinamentos irão alcançar as massas e finalmente será adotado como universal.” Joseph Pilates, 1934.
Portanto em nenhum momento Joseph diz que seu método é estático, pelo contrário ele deve evoluir e ser universal. É essa a idéia do Neo Pilates, os princípios que Joseph desenvolveu dão uma qualidade a atividade física e a reabilitação que podem ser aplicados em outros exercícios, não desenvolvidos pelo Pilates, nos exercícios aeróbicos, nos esportes, no trabalho, ou seja em qualquer momento que nos movimentamos.
Após extensas pesquisas, eles descobriram novos equipamentos e novos conceitos deatividade física que casam perfeitamente com a técnica do Pilates.

Foto: Shirlaine Forrest
Neo Pilates proporciona ao paciente, forca, flexibilidade, equilíbrio, velocidade, resistência e coordenação, além da técnica auxiliar ainda no emagrecimento.
É destinado a profissionais e acadêmicos da Fisioterapia e Educação Física e permite  que o profissional com seus conhecimentos e experiências utilize e adapte os exercícios assim que achar conveniente, de acordo com a necessidade de cada aluno/paciente.
Apesar de não ser considerado um método reconhecido, terapeutas que possuem formação específica em várias áreas como, por exemplo : gestão do processo de readaptação, estratégias preventivas e gestão de intervenções em casos de urgência, podem ajudar os artistas em treinamento a manter uma condição física excelente e ir sempre mais longe em seu desempenho físico de modo inteiramente seguro em colaboração estreita com os treinadores.
Duas características oferecidas por essa técnica são: considerável queima calórica durante e após as aulas e maior dinamismo, diversão, prazer ao praticar os exercícios.
Para estes resultados aparelhos e acessórios específicos foram estudados e desenvolvidos para serem usados nos exercícios que devem sempre ser orientados peloprofissional.
tecido acrobático permite a realização de vários exercícios de Pilates de maneira segura, agradável e desafiadora. O Cadillac Flyer é um novo recurso que une esse grandioso equipamento do Pilates, o Cadillac, com o tecido acrobático.
É um recurso simples, barato e bonito, que pode fazer a diferença no estúdio dePilates. Com ele é possível realizar exercícios de flexibilidade, força, equilíbrio e propriocepção para todas as idades e para todos os níveis de condicionamento físico e saúde.
Fonte: institutoamandabraz e alessandrazanoni.blogspot.com.br
http://revistapilates.com.br/2012/07/17/novas-variacoes-do-pilates-para-sair-da-rotina/

NeoPilates em Campinas

Venha conhecer essa nova forma de fazer Pilates

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Pilates no combate da depressão

Autora: Aline Teixeira - Instrutora de Pilates

Autoestima baixa, desânimo e tristeza podem ser alguns sinais que a depressão apresenta.
Geralmente as atividades do dia-a-dia também são afetadas, como sono, alimentação e trabalho. As rotinas podem se tornar cansativas ao extremo, o que dificulta os cuidados pessoais, prejudicando a interação com outras pessoas.
As emoções influenciam no corpo e até na postura, sendo esta normalmente prejudicada no caso da depressão.  Aparentando uma postura encolhida, tendendo a se fechar dentro do próprio corpo.  A cabeça é transferida para frente, os ombros retraídos e a coluna torácica torna-se cifótica.
O autor John J. Ratey, em seu livro "Corpo ativo, mente desperta - Como o exercício melhora o desempenho do cérebro", acredita que o exercício físico melhora as conexões do cérebro e regula todas as substâncias químicas que permitem a transmissão do impulso nervoso de um neurônio paraa outro, reestabelecendo o equilíbrio cerebral como um todo.
O exercício físico traz saúde não só para o corpo, mas também para a mente. O Pilates, por sua vez, trabalha a postura patológica e proporciona uma melhor conecção entre o corpo e a mente, fazendo com que o corpo libere uma substância chamada Endorfina, que proporciona uma sensação de bem estar e prazer.
Para Joseph Pilates, o criador do método, o contato com o sol, a prática de exercícios ao ar livre, com o mínimo possível de roupas, era fundamental para que se adquirisse boa saúde física e mental.

Através desse processo o Pilates diminui o estresse, aumenta a disposição e melhora autoestima, auxiliando ao retorno de uma boa qualidade de vida, combatendo não só a depressão como também outras patologias mentais.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Bandagem Funcional -30 e 31 de Agosto de 2014 - kinesio, dynamic tape

Há muito tempo o ser humano vem usando esse recurso como forma preventiva e de tratamento, podemos encontrar indícios disso em antigas escrituras gregas e até em pinturas egípcias. Apenas no inicio da década de 70 é que esse recurso foi estudado e organizado cientificamente e os materiais utilizados tiveram um grande salto tecnológico em meados dos anos 80.
As Bandagens Funcionais Elásticas vem ganhando adeptos por todo o mundo devido a sua facilidade, praticidade e ótimos resultados nas aplicações.
Em destaque temos as Bandagens Elástica (kinesio Tape) e agora a mais inovadora Bandagem DYNAMIC TAPE (bandagem bio-mecanica), que já vem conquistando adeptos na Australia, Inglaterra, Canadá, Africa do Sul e agora com exclusividade no Brasil!!!!
Este curso tem embasamento teórico, mas é 80% prático. É voltado para fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais. As bandagens serão realizadas por todos os alunos e todos sairão aptos a realizar todas elas em seus pacientes e alunos.
Disponibilizaremos todo o material necessário, apostila e material de apoio com fotos das principais técnicas. Os alunos poderão participar dos nossos encontros de atualizações e dúvidas.
 
Objetivo
O curso consiste em introduzir o aluno aos conceitos de bandagem, e ensiná-lo na prática como realizar as principais técnicas utilizando bandagens eláticas e Dynamic Tape.

Conteúdo
- Histórico
- Teoria Geral das Bandagens
- Bandagens Funcionais Elásticas (Kinesio Tape), Histórico, Principais Técnicas, Pratica
- Dynamic Tape- Histórico, Fisiologia, Principais Técnicas, Prática

Local

Av. Dr. Luis de Tella, 1615
Cidade Universitária  Barão Geraldo
Campinas-SP

Fone: (19) 32513297

Vatagens desse curso!!!
*Melhor relação custo beneficio!
*Bandagens importadas Kinesio Tape e Dynamic Tape disponível no curso sem custo adicional
*Apostila completa e material de apoio para estudo
*Ministrante com formação reconhecida e grande experiência clínica
*Curso em Portugues
*Vários conceitos em um curso Kinesio Tape, Dynamic Tape
*Curso muito atual, e você entenderá porque o conceito McConnell agora está ultrapassado
 ,
Investimento
650,00 Reais parcelados em até 5x sem juros pelo site através do pagseguro
Consulte-nos sobre condições especiais de pagamento e descontos.

Inscrições

Com Mariana - (19) 3251-3297

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Hérnia de Disco e Terapia Cranio Sacral

Hérnia de disco/Artrose/Tendinites

O disco é uma estrutura que fica entre duas vértebras e faz parte da biomecânica da nossa coluna vertebral. Quando sujeito às sobrecargas do nosso dia a dia, quando abaixamos, viramos ou sentamos de forma inadequada associada a fraqueza dos músculos que estabilizam a coluna, o disco pode romper-se e atingir as raízes nervosas. Essa situação provoca muita dor.
O papel do terapeuta, nesse caso, é fazer a descompressão das raízes que foram atingidas e, através de testes biomecânicos, avaliar e proporcionar ao paciente uma condição de mobilidade que não sobrecarregue aquele nível vertebral onde a hérnia encontra-se.
A artrose pode-se avaliar da mesma forma. É uma sobrecarga em alguma articulação do corpo devido a sobrecargas biomecânicas, ou desequilíbrios musculares. O tratamento segue os mesmos princípios que para a hérnia de disco, ou seja, descomprimir as estruturas que estão em sofrimento e devolver um movimento mais harmônico do corpo.
No caso da tendinite, ocorre o mesmo. Porém, a estrutura que encontra-se com sobrecarga é um tendão.

Conheça nosso terapeuta cranio sacral

Dr. Fábio Domingues

   Fisioterapeuta

terça-feira, 18 de março de 2014

Patologias da Coluna Vertebral - CONMOV Pilates

Por: Felipe Ribeiro Mascarenhas
              Fisioterapeuta
     www.colunasemdor.com.br


Existem vários motivos que podem levá-lo a ter dores na coluna e às patologias da coluna vertebral.


Didaticamente exemplificaremos por estruturas:


Ossos: Podem estar doloridos devido a fraturas, mas também podem estar doloridos quando qualquer outra estrutura da coluna estiver com problema, sendo assim, a dor será acentuada quando o osso for estimulado, por exemplo, friccionando as vértebras na região posterior da coluna (esfregando os “gomos” atrás das costas).


Os ossos também podem sofrer deformações, trazendo desvios na coluna tais como as escolioses.

Normal Escoliose


Articulações: Podem doer devido à artrose da coluna, isso é devido ao desgaste da articulação. Sendo a artrose uma das mais frequentes patologias da coluna vertebral

Toda as articulações do nosso corpo vão se desgastando com o passar do tempo, devido ao processo de envelhecimento.

Em algumas pessoas este processo pode ocorrer mais rapidamente, devido ao mau uso da coluna, ou até mesmo por doenças específicas como o reumatismo.

O desgaste da articulação faz com que ela perca a sua lubrificação, desta forma ela funciona como uma engrenagem sem lubrificação, e com o passar do tempo pode se deformar.

Essa deformação em um RX tem a aparência de um bico de papagaio. O bico de papagaio limita o movimento da coluna, causando dor, e em alguns casos a deformação é tão grande que pode pressionar algum nervo da coluna, causando ainda mais dor. 

Desgaste e deformação da coluna devido a idade


Disco: É uma estrutura que fica entre duas vértebras. Quando ele sofre tensões excessivas pode doer. Além disso, também sofre desgaste com o passar do tempo, trazendo deformação e diminuição da sua altura (ai um dos motivos dos mais velhos encolherem com o passar do tempo).

Em outros casos, de estresse excessivo o disco, ele pode romper-se causando a hérnia de disco. Ou seja, o disco que é uma estrutura redonda como uma bolacha, tem sua periferia rígida e o interior mole.

Quando a periferia rígida se rompe o interior mole extravasa, formando a hérnia. Quando a hérnia se forma há uma inflamação local, que causa ainda mais dor, e ainda pode ocorrer uma compressão de nervo (pela parte interna do disco que extravasou), ou seja: mais dor!

Esquema de hérnia de disco pressionando o nervo


Ligamentos: São estruturas que tem a função de manter a estabilidade das articulações.

Essa estrutura pode ser danificada por um movimento no limite da articulação (isso é, no final de um movimento de longa amplitude), também pode ser lesionado devido a mau posicionamento, posturas erradas e viciosas, que fazem com que os ligamentos sofram grande estresse por longo período (exemplo: ficar sentado largado na cadeira com os
glúteos quase fora da cadeira, enquanto trabalha).


Seja qual for a causa da dor é sempre importante estar bem informado com relação a que está acontecendo com você, e procurar um especialista imediatamente.



Músculos: São as estruturas que dão sustentação e movimento para coluna. Pode causar dores após exercícios intensos ou por lesões devido a um “mal jeito” causado por movimento brusco ou por carregar peso de modo errado.

Desta forma podem apresentar contratura muscular (os famosos “nózinhos” da coluna) ou distensões.

Músculos da Região Posterior


Nervos: Normalmente doem quando são comprimidos, portanto na maioria dos casos o nervo sofre porque alguma outra estrutura está sofrendo, como no caso da hérnia de disco (patalogia da coluna vertebral muito frequente), o nervo dói, porque o disco que está sofrendo o comprime.


Copyright © Todos os direitos reservado para Felipe Ribeiro Mascarenhas
 
Atenção!
Se você deseja reproduzir, ou divulgar esse texto deve inserir o nome do autor e o endereço do site www.colunasemdor.com.br logo abaixo do título do texto.
  

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Conhecendo a coluna vertebral - CONMOV-Pilates


Por:  Felipe Ribeiro Mascarenhas


               Fisioterapeuta
    www.colunasemdor.com.br

É comprovado que conhecendo melhor seu corpo fica muito mais fácil reconhecer seu problema e consequentemente, mais fácil de se tratá-lo. Por isso é importante, se informar ao máximo antes de realizar um tratamento, para qualquer que seja a patologia.


Olhando de Frente a coluna deve ser reta. Quando há algum tipo de desvio para os lados, chamamos este desvio de escoliose, e a coluna toma um formato de “C” ou de “S”.

Quando olhamos a coluna de lado notamos que ela forma várias curvas do crânio ao cóccix que chamamos de lordose cervical, cifose torácica, lordose lombar, cifose sacral. O aumento dessas curvas chama de hiper-lordose, ou hiper-cifose, e a diminuição das curvas chamam de retificação.


Tanto o aumento, quanto a diminuição das curvas podem ser condições patológicas de alterações posturais (que podem resultar em dor).

A coluna é composta pelas seguintes estruturas: vértebras (ossos), costelas na coluna torácica (também são ossos), articulações, discos, ligamentos, nervos e músculos.


Todas essas estruturas são possíveis de causar dor na coluna cada uma dessas estruturas poderá trazer uma dor com determinada característica.

  • Ossos doem quando são apertados, esfregados ou com frio;
  • Articulações podem doer durante o movimento, trazendo limitação para o mesmo;
  • Ligamentos podem doer durante o movimento, mas a dor maior é no final do movimento. Também apresentam a característica de doer após algum tempo de repouso, e a dor diminui com a repetição do movimento;
  • Nervos produzem uma dor do tipo fisgada, muitas vezes com a característica de choque e formigamento, e essa dor pode percorrer um caminho específico;
  • Discos têm uma dor característica ao movimento e pode levar o indivíduo a uma postura antálgica (ficar com a coluna torta para não sentir dor). Problemas de discos podem levar à compressão de um nervo, causando os sintomas dos nervos;
  • Músculos doem ao movimento, principalmente quando se contraem.


Além das estruturas internas da coluna, existem estruturas que podem simular dores na coluna:


  • Os rins podem simular uma lombalgia no caso de cálculos;
  • Os pulmões podem simular dores torácicas no caso de pneumonia;
  • O colo sigmóide (ultima porção do intestino, antes do reto) pode simular uma lombociatalgia (dor na região lombar com irradiação para as pernas).
     


Portanto para tratar a coluna, é preciso de um bom diagnóstico realizado por um bom especialista.


Copyright © Todos os direitos reservado para Felipe Ribeiro Mascarenhas
 
Atenção!
Se você deseja reproduzir, ou divulgar esse texto deve inserir o nome do autor e o endereço do site www.colunasemdor.com.br logo abaixo do título do texto.